Metalúrgica Tanaka: investimento em tecnologias e soluções para acompanhar a retomada do agronegócio

Presente no mercado desde 1975, a metalúrgica Tanaka diversificou sua linha de produtos e serviços para se consolidar como referência na comercialização de peças para diversos segmentos produtivos. A empresa iniciou as atividades com apenas três funcionários e poucos equipamentos mecânicos para atender o mercado especializado em terminais de direção para tratores. Atualmente, oferece, também, comandos de freio, barras, ponteiras, garfos, articulações, buchas e guias do rolamento, cubos, pinos e eixos (tratores e colheitadeiras), uniports, retroescavadeiras, motoniveladoras, patrol e empilhadeiras. Nessa entrevista, Leisa Rodrigues de Queiroz, sócia-proprietária da empresa, destaca os avanços do setor e as estratégias que mantêm a metalúrgica Tanaka como referência no mercado brasileiro.

EaeMáquinas – Comente sobre o desenvolvimento e a contribuição da Tanaka para o crescimento do segmento especializado em terminais de direção para tratores?

Leisa Rodrigues de Queiroz – A Tanaka se especializou em terminais de direção para tratores e durante 42 anos visou melhorar continuamente nosso processo de produção aumentando o grau de satisfação de nossos clientes. Ampliamos nosso mix de produtos buscando atender e acompanhar as exigências do mercado. Aprimoramos o relacionamento com nossos parceiros e amigos com a missão de atender com eficiência e rapidez, satisfazendo as necessidades dos clientes, garantindo a qualidade e a segurança de nossos produtos, zelando pela responsabilidade com nossos fornecedores e funcionários e reforçando nosso compromisso com o meio ambiente. Durante 30 anos focamos em terminais de direção para tratores, atendendo todas as linhas e quase todos os modelos. Há aproximadamente 12 anos, resolvemos diversificar e expandir nossa linha. Foi aí que colocamos em nosso portfólio os comandos de freio, barras, ponteiras, garfos, articulações, buchas e guias do rolamento, cubos, pinos e eixos para tratores. E passamos a fabricar e atender outras máquinas, como colheitadeiras, uniports, retroescavadeiras, motoniveladoras, patrol e empilhadeiras, com a mesma qualidade e o mesmo comprometimento.

EaeMáquinas – Entre os segmentos atendidos, vocês apontam algum setor mais promissor, com maior movimentação nesse momento?

Leisa Rodrigues de Queiroz – Para este ano todos os indícios apontam para o crescimento da agricultura, estamos muito otimistas pois as perspectivas são excelentes tanto para o cenário interno quanto para o externo levando em consideração os preços, condições de oferta e procura. Acreditamos que o mercado esteja favorável para os produtores, pois a rentabilidade deve ser positiva com recuperação das margens de lucro. Com isso, nós que trabalhamos no setor de reposição temos que estar preparados e atentos para apresentar soluções e ajudar nossos parceiros, pois eles contam com o nosso comprometimento para fazer a manutenção de suas máquinas para trabalharem com a maior eficiência. Neste ano, introduziremos na linha pesada eixos e buchas. Atualizaremos nossos produtos para acompanhar as novas tendências que o mercado agrícola exige. A Tanaka preza a pontualidade, honestidade, transparência e profissionalismo, por isso somos sinônimos de qualidade e menor preço. Uma empresa tem que estar aberta para absorver as necessidades do mercado, por esse motivo buscamos constantemente novas tecnologias. O desenvolvimento de novos produtos requer profissionalização e aperfeiçoamento de nossa equipe, pois cada dia que passa a precisão e qualidade são exigências para o lançamento de peças para as novas frotas.

EaeMáquinas – Qual o balanço deste início de ano após um 2016 prejudicado pela estagnação da economia. É possível projetar os desafios para continuar crescendo em 2017?

Leisa Rodrigues de Queiroz – Sempre é possível. Precisamos ser otimistas, pois na história já tivemos muitos outros episódios como o que estamos vivenciando e todos eles foram superados. Nesses últimos anos aproveitamos para fazer melhorias, acreditamos que 2017 será o ano de novas oportunidades. E a Tanaka estará atenta para aproveitar todas elas.

EaeMáquinas – Qual a estrutura de atendimento da empresa?

Leisa Rodrigues de Queiroz – Hoje nossa empresa atende todos os estados brasileiros. Temos um serviço de televendas que atende nossos clientes e oferece suporte aos nossos representantes. Fornecemos para atacado e varejo via telefone, e-mail, facebook, whatsap, skype, ou seja, por qualquer meio no qual nossos clientes se sintam confortáveis e melhor atendidos.

Equipe Tanaka. (Foto Divulgação)